InícioConectar-seRegistrar-se

Compartilhe | 
 

 Extras - A Revolução

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
romulop2b

avatar

Mensagens : 2090
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 18
Localização : rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   4/9/2012, 23:05

personagem secundário é uma merda mesmokkkkkkkkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   5/9/2012, 11:55

Secundário não, terciário.
kkkkkkkkkkk
Vcs dois postaram personagens mas não criaram história para eles. Por isso ficou assim.
Se vcs tivessem criados histórias fodásticas, seus personagens seriam fodasticos.
Igual a Will, ele criou uma história foda e ganhou um personagem principal...
Voltar ao Topo Ir em baixo
rodrigo217

avatar

Mensagens : 1333
Data de inscrição : 29/03/2012
Idade : 18

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   5/9/2012, 20:19

estou feliz por minha historia ser mais ou menos,so apareci tres vezes,mais to vivo entao to feliz (por enquanto),mais ta de parabens,mto boa a fic ferns
Voltar ao Topo Ir em baixo
romulop2b

avatar

Mensagens : 2090
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 18
Localização : rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   5/9/2012, 23:03

vc n explicou isso antes cara se tivesse explicado
Voltar ao Topo Ir em baixo
romulop2b

avatar

Mensagens : 2090
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 18
Localização : rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   5/9/2012, 23:04

se vc tivesse avisado tinha feito uma biografia pro personagem de umas 20 linhas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   9/9/2012, 00:55

Capítulo 10 - Filho de Extra.


Will e Mizu andavam em um corredor estreito. Estavam carregando armamento pesado e proteções contra tiros. Julgava-se que estavam dentro do prédio dos Extras.

_Segundo esse mapa que nosso espião nos entregou, não temos mais muito o que andar. - dizia Will - Estamos aqui já faz um tempo e não encontramos nada.
_Será que Ferns foi tão cuidadoso assim? - perguntava Mizumaru.
_Acho difícil. Embora eles parecessem estar um pouco preparados, os pegamos de surpresa. Tem muitos Extras mortos.

Eles subiram mais alguns lances de escada e chegaram em uma sala. Estava escura e a única coisa claramente visível era um computador. Ao invés de um mouse, o computador tinha um leitor digital a laser. A pessoa colocava a mão no leitor e com seus dedos ela movia o cursos na tela. Will colocou a mão no leitor e ele liberou uma luz vermelha. Agora, Will tinha todo o controle no computador. Ele o revirou de cima a baixo não encontrou nada.

_Droga, não tem nada de importante aqui. Que falta faz o Hiro. - falava Will
_Mas porque ele ficou na base mesmo? - perguntava Mizumaru
_Ele estava terminando de concertar o desmemoriador. Acredite ou não, ele será muito útil. Assim que terminar ele virá pra cá.
_Hm. Deixa eu tentar mexer no computador..

Quando Mizumaru coloca a mãos no leitor ele muda de vermelho pra azul. Rapidamente Will percebe que um novo arquivo tinha aparecido no computador

_Interessante. - começava Will - Esse leitor foi projetado para que somente revele este arquivos secreto quando um Extra estiver como usuário. Concerteza Ferns não imaginava que os próprios Extras se rebelariam quando criou isso. É totalmente anti
humanos. Abra. Hora de descobrir qual o plano de Ferns.

Mizu abre o arquivo. Imediatamente uma apresentação começa no telão (Alguém aqui já viu o filme "Os Incríveis" Tipo aquilo lá xDD). Mizu estava tão pasmo que cai da cadeira. Will fica branco; suas pernas amolecem e não demora muito para que ele caísse. Eles sabiam que se aquele plano se concretizar, SERIA O FIM DOS HUMANOS.

Em algum lugar na base Antis

Alexander estava em uma das salas da base. Hiro estava amarrado em uma pilastra de aço, da mesma sala. Mesmo com sua força, ele não conseguia se livrar das amarras.
Ryuzakki entra rapidamente na sala e cai de joelhos. Aquela sala estava banhada em sangue e bem aos pés de Alexander estava Marry. Ela estava morta.


_RYU, RYU!!! - gritava Hiro - NÃO FOI ME CULPA, EU TENTEI!!! ELE ME PEGOU DE SURPRESA!!! - Hiro então abaixa a cabeça - Eu sou um inútil. Eu estava tão obsecrado em terminar o concerto do desmemoriador que não consegui ver ele chegando, nem sequer consegui sentir sua essência.

Ryuzakki se levanta vagarosamente.

_Hiro, você terminou o concerto?
_Sim.

Ryu pega uma faca de dentro de sua blusa e a joga contra Hiro. Ela é estrategicamente lançada e destrói as amarras que prendiam Hiro.

_Leve o desmemoriador ao Will. Ele vai precisar. Tem um helicóptero aí de fora.
_Mas você vai precisar de ajuda!!!
_NÃO!!!Essa luta agora é pessoal. Por favor apenas vá.

Hiro vê uma lágrima escorrer pelo rosto de Ryu e caindo no chão. Mesmo que estivesse sendo muito forte, Ryu tinha acabado de perder sua amada.
Hiro somente acena com a cabeça e deixa a base.
Ryu estica seu braço com uma espada pra Alexander. Alex podia ver claramente uma aura cinzenta em volta de Ryu. Era uma aura com sede de sangue. Por um momento, Alex teve medo.


_Você, Extra!! Você vai morrer aqui.

Base Extra

Hiro chega rapidamente pelo helicóptero à base Extra. Ele entra no prédio e vai de encontro a Will e Mizu.
Ele chega e se encontra com os dois caídos no chão.


_O que??! Mas o que aconteceu aqui?!- perguntava Hiro ajudando-os a levantar.
_O quê?! Nós não temos tempo pra explicar. - dizia Will - Vamos, Mizu, pegue uma amostra do E-Vírus.
_E-Vírus? perguntava Hiro.
_Sim, vamos te conto no caminho.

Eles desceram as escadas e se dirigiam ao saguão.

_Então quer dizer que... Deus!!
_Sim - continuava Will - Ferns conseguiu desenvolver um vírus que pode matar toda a raça humana de uma vez. É o E-Vírus. Ele pretende espalhar o vírus por todo o mundo de uma vez só. O E-Vírus já está em todo mundo. Somente falta o pressionar de um botão para que todos os humanos da terra morram.
_E o que você fará agora?
_Deixarei a amostra do vírus com o Mizumaru. Ele vai desenvolver um anticorpo agora mesmo. Vamos distribuir. Precisamos da ajuda do FBI pra isso. Em dois dias já teremos atingido quase todo o mundo. Quanto mais humanos conseguirmos salvar, melhor.

Will, Mizu e Hiro chegam em um salão. Ele ficava no 20º andar, na metade do prédio. Era muito grande e ocupava quase o andar todo. Ele estava vazio.
Do lado oposto, aparece uma figura. Rapidamente eles viram que era Ferns. Ele anda até metade do salão e os três também fazem isso. Ficam ali, Antis e Extra, a menos de dez metros de distância um do outro.
Ferns pega uma faca e a lança contra a vidraça a sua direita. Assim que o vidro se quebra, uma centena de Extras entram pelas vidraças, quebrando-as, e se posicionam por trás de Ferns. Seguindo os Extras, os Antis fazem o mesmo e se posicionam atrás de Will, Mizu e Hiro.


_Wil! - dizia Ferns sarcasticamente - Como vai você, Filho de Extras??


Ferns revela algo que nem mesmo Will sabia. Ele é filho de dois Extras. Ferns tem um plano grandioso que irá matar cada humano da face da terra e Alexander e Ryu terão sua batalha decisiva! Não perca o próximo capítulo de Extras - A Revolução. Fique atento nos próximos dois capítulos onde finalmente será revelado quem é o Espião!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takatsuki

avatar

Mensagens : 639
Data de inscrição : 19/05/2012

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   9/9/2012, 17:53

e.e
mano... capitulo fods
muito legal mermo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   10/9/2012, 22:07

Capítulo 11 - Espião.



Em algum lugar na base Antis

Alexander, com o rosto todo ensaguentado, ficava de pé ao lado do corpo de Marry. Só então Ryuzakki percebeu que lhe faltava uma perna e ela estava decapitada.

_Aposto que quer me matar agora. - dizia Alexander - Você tinha que ver a cara dela. Ela chorou tanto, sofreu tanto. Queria que quem tivesse amarrado ali vendo tudinho fosse você e não aquele outro cara.
_ORA SEU!... EU VOU TE MATAR!!!!!

Ryuzakki dispara-se em alta velocidade rumo a Alexander. Ryu disfere um soco, mas Alexander o defende com o braço.

*O quê?!? - pensava Alexander - Essa força. Droga, meu braço!!*

Ryuzakki continua com o soco. Ele era tão forte que fez o braço de Alexander se partir ao meio.

_KYAAH!! DESGRAÇADO!!! MEU BRAÇO!!

Alexander não teve tempo de se recompor pois Ryuzakki já lhe deferia um chute no estômago.

_KYAAAAAAHHH!!!!! - gritava Alexander - DE ONDE SURGIU ESSA FORÇA!!!! *Droga - pensava - Meu fígado.... Eu tenho que... o líquido... não vai recuperar meu braço, mas vai reconstruir meus órgãos destruídos e parar a hemorragia interna).

Alexander pega um pequeno frasco do bolso de seu casaco e tenta bebê-lo. Quando estava prestes atingir o líquido na boca,uma faca ultrapassa o frasco, estilhaçando-o e derramando todo o líquido no chão.

_Você não me ouviu? - dizia Ryuzakki - EU DISSE QUE IA TE MATAR!!!!!


Em algum lugar na base Extra

Will continuava imóvel a frente de Ferns. Atrás de cada líder, estava seu exercito. Antis e Extras respectivamente.

_O que disse? - dizia Will
_Exatamente o que escutou. - respondia Ferns - Pela sua surpresa, parece que você não sabia. Você é filho de dois Extras. E não... não são Antis. Eles eram seguidores do líder anterior a mim. Nunca se perguntou porque você é tão forte? Tão rápido e inteligente, mesmo sendo um humano? Temos sua ficha no seu banco de dados. Não sei se sabe, mas é proibido pra dois extras terem um filho. ele concerteza seria um dos seres mais fortes do mundo. Imagina se ele se virasse contra nós? Sua mãe engravidou sem querer e por sorte você nasceu um humano, embora tivesse algumas características Extras. Sua mãe foi orientada a dar você a adoção, pois largar seus afazeres para cuidar de um bebê humano seria inaceitável.. Logo depois, em angústia por ter perdido seu filho ela se matou. Seu pai morreu dois anos depois de causa desconhecida.

Will continuava quieto. Embora sua aparência exterior demonstrasse indiferença, ele estava diferente por dentro.

_Mas chega de falar. - dizia Ferns - Você veio aqui me matar certo?

Ferns dava um salto para trás caindo em cima de uma plataforma que estava flutuando no ar a vinte metro dos chão.

_Também tem uma pra você. - dizia Ferns a Will apontando uma plataforma acima de sua cabeça, na mesma altura da de Ferns.

Will acena com a cabeça pra Mizumaru que salta para a plataforma, carregando-o e é seguido por Hiro. Ficam a cinquenta metros um do outro, Ferns, em uma plataforma de uns três metros quadrados e Will, Hiro e Mizu, também em uma plataforma do mesmo diâmetro. Embaixo deles estavam dois exércitos de em media cem homens cada. Todo imóveis, esperando as ordens de seus mestres.

_Desista Ferns. - dizia Will - Tenha certeza que você está em minhas mãos.
_Me poupe de seu discurso Will. Todos sabemos que quem cairá aqui é você!!

Nesse momento, Takatsuki salta no chão e cai em cima da plataforma em que Ferns estava, ficando atrás dele.

*Kukuku - pensava Will - Ótimo Takatsuki. Agora você está em uma posição vantajosa. Ferns não esperaria um ataque de seu braço direito. Está na hora de revelar a Ferns quem você realmente é: UM ESPIÃO!!!!*

Alguns segundos de silêncio se passaram ali. Ele foi quebrado por uma risada de Ferns.

_Kukukuku kyaakaka, MUAHAHAHAHAHAHAHA, O que está esperando Will?l? Um Ataque?!?!? A Verdade é que... Takatsuki não e e nunca foi seu espião!!

Will gelava, será que Ferns o havia enganado esse tempo todo?!?

_Will, quem tem um espião não é você... ... ... ... ... ... ...sou eu. (tãããmm) Traga-o.... ... ...a mim...

Uma barreira elétrica se passa por baixo das plataformas impedindo que os outros tenham acesso as mesmas. Will sente uma forte coronhada na nuca. Logo após ele é pego pelo colarinho e é lançado em direção a Ferns que o agarra pelos cabelos. Em um relançe ele pode ver longos cabelos brancos se balançando. Em voz baixa, ele mostrava sua indignação:

_Mizu... ... ...maru.




Will foi enganado por Ferns esse tempo todo. Ao contrário do que pensava, eram os Extras que tinham um espião e era Mizumaru. Não percam os últimos momentos de Extras - A Revolução.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   24/9/2012, 20:42

Capítulo 12 - Hiro Kayore.


Desde pequeno Hiro sempre foi temido por seus pais...

Ele não sabia ao certo o motivo disso...

Cresceu e se tornou um garoto arrogante...

E conheçeu seu amigo... Koshiro...

Infelizmente, nem todos esses fatos estão corretos!

Desde que se entedia por gente, Hiro era rejeitado por seus pais. Não porque ele era odiado por eles, e sim porque era temido. Hiro nunca soube o motivo desse ódio. Quando perguntava sobre isso a seus pais, ele logo era interrompido por trocas de assunto repentinas.
Por causa disso ele cresceu sendo um garoto frio, arrogante, não falava com ninguém e sempre cortava as pessoas que puxavam assunto com ele. Com o tempo ele passou a ser esquecido. Se tornou o aluno odiado da turma... o aluno que ninguém queria conversar.
Porém em um certo dia, ele conheçeu uma pessoa, uma criança que ele começou a prestar atenção : Um garoto solitário, que por algum motivo era rejeitado por todos, e mesmo assim não era triste ou deprimido. Ele era alegre e sempre buscava a atenção dos próximos. Hiro viu aquele garoto, e começou a ver que não era o único ignorado, e em um certo dia, resolveu conversar com o ele. Ele estava na praça, em um balanço, de cabeça baixa.


_Err.. oi. - começava Hiro
_Oi. Você é o Hiro, certo?
_Sim, como você...?
_Nós estudamos na mesma classe. Provavelmente você não sabia. Afinal, você é uma pessoa tão distante.
_Bem... é que...
_Eu sei, você tem os seus motivos. Bem, eu também tenho os meus. Me chamo Koshiro, foi bom você ter vindo aqui, Hiro.

Hiro abre um sorriso discreto e os dois continuam aquela conversa por horas. Assim Hiro e o Koshiro se tornaram melhores amigos, inseparáveis. Hiro tinha achado uma pessoa na qual poderia buscar a felicidade, e para ele era o que bastava. Eles conversavam o tempo todo na escola.

_Hey, Koshiro... Vai ter um reforço aqui na escola, hoje, depois da aula, o que acha?
_Reforço? Hiro, você sabe que não precisamos disso. Nós sempre passamos com as melhores notas da turma.
_Eu sei... mas é que... você sabe... qualquer lugar é melhor que minha casa... até a escola.
_Entendo... o medo de seus pais ainda não passou não é? Tudo bem. Eu fico no reforço contigo.

Algumas horas depois.

_Caramba, isso acabou mais tarde do que eu imaginei. Já está escuro.
_Tudo bem, Hiro. Vamos andar mais depressa, pode ser perigoso andar a essa hora por essas ruas.

Eles estavam atravessando um eco, quando um homem misterioso aparece na frente dos garotos. Eles não sabiam de onde ele havia aparecido. O homem misterioso levanta uma arma estranha e dispara contra Koshiro que cai de imediato. Da mesma forma que veio, o homem se foi, deixando Hiro para assistir a morte de seu amigo.

_Hiro... - dizia Koshiro, cuspindo sangue - Eu não te contei tudo sobre mim, não é?
_O que?! Sobre o que...do que está falando?!?

Naqueles últimos momentos de vida, Koshiro conta a Hiro tudo sobre os Extras. Conta a Hiro que eles dois eram Extras, embora, Koshiro tivesse recusado se unir a eles e por isso foi morto.

_Seu idiota... - dizia Hiro - Eu já sabia disso!

E ouvindo essas palavras a vida deixa Koshiro.


...



...



...

Outra barreira elétrica aparece, dessa vez, entre as plataformas de Ferns e a plataforma em que Will estava, eram barreiras quase transparentes e era possível ver perfeitamente o outro lado. Mas antes que a barreira se completasse, um vulto passa em alta velocidade pela cabeça de Will e fica ao lado de Ferns. Quando Will é finalmente pego por Ferns, pelos cabelos, ele pode ver quem realmente estava ali. Só então, Will percebeu que aqueles longos cabelos brancos não estavam voando com o intuito de lançá-lo pelos ares e sim de protegê-lo. E ali, atras de Ferns, estava ele, olhando nos olhos de Will com um olhar maligno. Will finalmente entendia. Ferns o enganara e Will caíra perfeitamente. O plano era bem bolado, demorou anos para se concretizar, mas graças a ele, os Extras praticamente venceram a guerra. Eles tinham em suas mãos, a mente por trás de tudo.

_É... você me pegou... - dizia Will - Agora quero que me responda. Porque, Hiro? Porque você?




Will estava enganado, o espião não era Mizumaru e sim Hiro. Mas porquê? Descubra tudo nos últimos capítulos de Extras - A Revolução, e não perca o próximo capítulo... Capítulo 13 - Apocalipse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   24/9/2012, 20:43

Capítulo 13 - Apocalipse.


Base Antis

_Você é fraco Alexander. - dizia Ryu - Nunca me derrotará.
_É o que veremos.

Alexander salta pra cima de Ryu que o chuta, fazendo Alex cair em cima de uma poça d'água. Mas não era água, era o resto do líquido de cura.

_Como planejei.

Alexander toma todo o líquido que continha no chão, fazendo que com todas as suas feridas internas e externas se curassem, deixando somente o braço desmembrado.

_Agora a diversão começa... - dizia Alex.

Alex então se afunda no chão, reaparecendo por baixo de Ryu, desferindo-lhe um grande soco. Ryu bate no teto e bate no chão novamente.

_Até que você não é tão ruim... - dizia Ryuzakki se levantando - Acho que devo lutar sério.

Base Extra

_Me responda Hiro. - dizia Will - Porque você me traiu?
_Will... - respondia Hiro - Eu nunca te traí. Se eu me aliasse a você eu estaria era traindo o Ferns. Na verdade eu sempre estive do lado dele. Bem.. já que seu fim é absoluto não vejo problema em te contar minha verdadeira história.

"Meus pais nunca me odiaram. Eles me amavam... quer dizer... meu pai me amava. Minha mãe morreu quando deu a luz a mim. Eu era filho do líder Extra! Do que veio antes de Ferns. Fui treinado desde que eu nasci. Fiquei na base por muitos anos e aí Ferns chegou. Ele era um pouco mais velho que eu, é claro, mas nos tornamos grandes amigos. Aí apareceu Koshiro... Ele foi recrutado, mas rejeitou. Para mostrarmos a ele que os Extras não admitem falhas, eu me disfarcei. Foi fácil conseguir uma família falsa. Me aproximei dele. Quando ele já confiava plenamente em mim, eu o matei. Aquele beco esconde muitos segredos. Meu pai e Ferns, que já era praticamente nosso líder, ficaram sabendo de você. Você ajudou o mundo a destruir os Extras no Japão. Você era uma ameaça e tinha que ser detido. Então fui mandado até você, com o plano de te induzir a criar uma organização de Extras renegados. Aí nasceram os Antis. Você tinha que pensar que estava por cima, então Ferns, que já havia se tornado líder nessa época, sacrificou os Extras de todos os países do mundo, exceto este, Inglaterra. Você caiu como um pato e agora estamos por cima. É claro, a situação saiu um pouco do controle e acabou como está hoje. Mas finalmente nós conseguimos. Will, você morrerá aqui!!!"

_Mas você nos ajudou em várias situações. - dizia Will - Quando invadiu o banco de dados do FBI por exemplo. Isso custou muito caro para os Extras.
_Claro, eu tive que adquirir sua confiança ao máximo. Tive que pagar alguns preços.
_Acho que já chega. - dizia Ferns - ANTIIS!!!!!!!!! - gritava bem alto fazendo todos que estavam no salão fixassem seu olhar para ele.



_VEJAM SEU LÍDER... ... ... ... CAIR!!



Com a mão esquerda, Ferns levanta Will pelos cabelos, fazendo-o ficar a alguns centímetros do chão. Com a mão direita, ele pega uma espada que estava embainhada em suas costas. Quando Will estava em uma altura apropriada, Ferns segura a espada com firmeza e corta a garganta de Will, fazendo com que todo seu sangue escorresse pelo seu pescoço e pingasse pelos seus pés.
Com Will ainda com um resto de vida, Ferns o solta, fazendo cair nas barreiras elétricas, fritando o resto de seu corpo. E não existia mais Will.


_ESCUTEM TODOS!! ANTIS, SUA DERROTA É INEVITÁVEL. SEU LÍDER CAIU!! VOCÊS NÃO PODEM MAIS ME DETER!!!

Dizendo essas palavras, Ferns libera as barreiras de eletricidade, fazendo com que o corpo de Will, caísse no meio da multidão. Lars, do chão dá um salto e cai em cima da plataforma de Ferns que então sobrevoa pelo lado de fora do prédio e desaparece no horizonte.

_Ferns, - começava Hiro - acha mesmo uma boa idéia deixar os Antis lá?
_Bem, eles não serão um estorvo agora... Will está morto, ou seja, eles não tem um cérebro.
_E os Extras que estão lá?
_Provavelmente todos morrerão. Eles não tem mais utilidade. Você, Taka e Lars são os únicos que preciso agora.
_Mas eles tem o E-Vírus. Deveria voltar lá e pegar de volta.
_Sim, eles conseguiram o E-Vírus. É uma pena você só ter me dito que eles o conseguiram alguns minutos atrás. Não sei se viu, mas Mizumaru fugiu assim que a barreira caiu. Provavelmente, querendo proteger o exemplar do E-Vírus que ele possui. Ele tentará criar um Anti-corpo, concerteza. Ainda faltam 48 horas para que o vírus esteja pronto para ser lançado. Ele pode conseguir criar uma cura preventiva até lá, mas com esse prazo apertado, ele não conseguirá distribuir mundialmente. Além do mais, você me disse que Alexander estava com Ryuzakki na base Antis. Me leve até lá, ele pode estar com problemas.

Alguns minutos depois, eles chegaram a base Antis. Estava um completo silêncio...
Eles entravam lá dentro e logo perceberam que estavam pisando em sangue. Logo viram o corpo de Marry no chão. As paredes estavam cheias de marcas de espadas, provando que um duelo havia ocorrido ali.
O recinto estava vazio. Não estavam ali nem Ryuzakki e nem Alexander.


_O que acha que aconteceu? - dizia Hiro.
_Eu não sei... - respondia Ferns - Estou tentando descobrir.
_Olha, - começava Lars - Eu lutei contra esse tal de Ryuzakki e o cara é bom. Alexander também é ótimo, eu o treinei. Eu acho que eles ainda estão lutando por aí... em algum lugar.
_Sim... - dizia Ferns - concerteza foi algo assim. Não podemos procurá-los, não temos tempo. Vamos a nova base que já deixei preparada, temos que começar com o E-Vírus logo.

Ferns e os outros voltam para a plataforma e ela decola. Eles sabiam que Alex ainda estava por aí. Eles só não tinham tempo para procurá-lo.

Em algum lugar

_Entendo... - dizia o chefe do FBI - então Will está morto.
_Ele deu sua vida para capturarmos isso. - dizia Mizu - Temos que criar um anti-corpo e distribuí-lo. Temos somente 48 horas.
_Vou entregar isso aos melhores cientistas do mundo, tenho certeza que conseguiremos.

Os dois dias seguintes foram muito ocupados. Ferns trabalhava duro para concretizar seu plano e Mizumaru também dava seu melhor para distribuir o anti-corpo, com a ajuda do FBI.
As 48 horas se passaram e a hora chegara.

Ferns estava com o dedo em um botão... logo se deduzira que aquilo ativaria o E-Vírus.


_Que o Apocalipse... ... ... COMEÇE!!

Ferns pressiona o botão.



6 BILHÕES DE PESSOAS MORREM



Will e mais seis bilhões de humanos estão mortos. Ferns concretiza seu plano. É o fim do mundo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   24/9/2012, 20:43

Capítulo 14 - Que a batalha final comece.


Seis bilhões de pessoas se contorciam no chão. Elas gritavam enquanto seus olhos derretiam em órbita e seus corpos se mergulhassem em sangue que saía de todos os orifícios corporais. Homens, mulheres e até bebês, ninguém conseguia combater aquele vírus devastador, ninguém escapava, ninguém tinha a misericórdia de Ferns.


Nova base Extra

_Hiro, quais são os dados? - perguntava Ferns.
_Bem... pouco mais de seis bilhões de mortos.
_Seis bilhões? Desgraçado! Até morto ele me atrapalha. Will, graças a essa sua ação, um bilhão de vidas foram poupadas.

Em algum lugar na nova base Antis.

_Conseguimos salvar muitas vidas. - dizia Mizumaru.
_Sim... - concordava o líder do FBI. Graças a seu ato e de Will, conseguimos salvar quase todos os americanos e os ingleses. Ásia, América latina e África estão completamente dizimadas. Europa e Oceania somente tem parte de sua população. Ferns venceu. Ele concerteza criará um novo vírus, imune a nossa cura. Ele então reativará tudo de novo e nem nós escaparemos da morte.
_Não!!! Nós o atacaremos e o destruiremos. Ferns agora somente tem alguns homens ao seu lado. Todos os Extras que ficaram lutando conosco estão mortos.
_Vocês os mataram?!?!?
_Não. Eles simplesmente morreram. Concerteza foi obra de Ferns. Nós ainda temos nove homens. Infelizmente só são ralé. Hiro daria conta deles sozinho. Ferns vai nos atacar.
_E o que faremos?
_Não podemos fazer nada. Ferns concerteza deve ter vendido a cura para os líderes das grandes organizações, para ter suas propriedades.
_Então no fim ele só queria riqueza?
_Não quis dizer isso. Quando eu disse líderes, eu estava falando sério. Ele concerteza sabe nossa localização.
_Mas como?!
_O presidente dos EUA foi sequestrado. Ferns já sabe demais. Temos que dar o fora daqui.

Nova base Extra

_O que faremos, Ferns? - perguntava Lars.
_Não preciso mais de você.

Ferns saca uma arma e dispara contra Lars. Seu corpo se desestabiliza e ele cai morto no chão. Takatsuki se levanta rapidamente, indo ajudar Lars.

_VOCÊ É LOUCO?!?! PORQUE FEZ ISSO?!?!
_Se eu fosse você ficava calado, Taka. Ou quer ser o próximo? Leve o corpo dele lá pra fora.

Hiro somente olhava a atitude de Ferns. Realmente, Lars era dispensável, mas não era necessário matá-lo.

_Hiro, não fique com esses pensamentos. Lars só seria um estorvo. Ao contrário de você. Will agora somente tem alguns homens. Concerteza são os mais fracos, já que cuidamos dos peixes grandes. Tudo está ocorrendo como o planejado. Eu sequestrei o presidente dos EUA sem ninguém perceber. Ofereci a ele a cura contanto que ele me dissesse onde seria a nova base do FBI. Temos um soro da verdade, então tenho certeza que ele não mentiu. Então o matei. Mizumaru concerteza já deduziu isso. Vamos atacá-los agora.
_E Alexander?
_Não podemos procurá-lo.

Em algum lugar.

A noite estava calma naquela cidade. Todos os humanos daquele lugar estavam mortos. Dois clarões passavam por aquele lugar, vários estalares de espadas se chocando se ouviam no eco daquele vazio. Duas figuras então aparecem e ao fundo se vê a Torre Eiffel.

_DOIS DIAS!!! - dizia Ryuzakki - VOCÊ ESTÁ SOBREVIVENDO POR DOIS DIAS SEGUIDOS DE PURA LUTA!!
_Acho que você me subestimou.
_Sim, concerteza. Atravessar o oceano a pé?!?! Não sabia que Extras tinham essa habilidade.
_Tudo por causa da velocidade.
_Chega de falar!!! Que seja Paris então, o lugar de sua derrota!

Ryuzakki avança contra Alexander que então desvia, fazendo que Ryu acerte os pés da torre.

_Você está fraco Ryu. Seria por causa do cansaço. Estamos há dois dias sem descanso e sem alimento.

Ryu então se levanta vagarosamente rindo.

_Eu? Fraco? Você é fraco. VOCÊ É TÃO FRACO A PONTO DE DESPERDIÇAR A VIDA DE UMA PEQUENA GAROTA!!!

Ryu então começa a chorar sangue. Ele realmente estava em seu limite. Vagarosamente ele se abaixa enquanto concentra sua energia em sua mão. Era sua essência. Ryu avança muito rapidamente contra Alexander. Ele tenta desviar mas também estava em seu limite. Alex sente seu coração palpitar forte, A mão de Ryu estava a milímetros de seu coração.
Alexander sente um calor forte em seu corpo e mente. Era uma sensação indiscrindível. Ele sabia que era sua essência.
Quase que involuntariamente, suas forças são jogadas para seus braços que agarram os de Ryu, e o joga para cima. Ryu se agarra a Alexander fazendo com que os dois decolassem para o céu, eles voavam quilômetros. Não se sabe se foi por sorte ou azar, mas quando caíam, eles estavam rumo a ponta da torre. Os dois estavam agarrados, agora era uma questão de habilidade e sorte. O que ficasse por baixo, poderia servir de impulso para o de cima pular assim que atingissem a torre. Aqueles segundos seriam decisivos, um dos dois morreria ali.


Nova base Antis.

Mizumaru arrumava todas as suas coisas, armas e objetos. Ele tinha que sair dali e encontrar outro esconderijo. Ele ainda estava na sala do líder do FBI. Ele também estava presente, sentado do outro lado da mesa. Eram os dois ali. A sala ficava na cobertura e somente uma vidraça os separavam do céu.
Alexander se assusta com uma vidraça quebrando. Dela desce um homem e por cima, finca uma espada na cabeça do líder do FBI. O homem pousa em cima da mesa com o rosto todo cheio de sangue. Logo após, dois homens descem da vidraça quebrada, eram Hiro e Taka. O assassino do líder do FBI desce da mesa e olha diretamente para Mizu. Era Ferns.


_Mizumaru... vai a algum lugar?


Ferns vai atrás de Mizu. A batalha final começa. Ferns venceu sua guerra contra os humanos, mas ainda não venceu a guerra contra os Antis. Mas ainda temos uma luta ocorrendo, Alex ou Ryu, quem sobreviverá? Saiba tudo no próximo capítulo de Extras - a Revolução, Capítulo 15 - Fim (parte 1)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   24/9/2012, 20:45

Que pecado, eu fui criando os capítulos e postando no outro forum e esqueci de postar aqui
=P
Mas tirei o atrazo e postei 3 caps de uma vez pra vcs
Voltar ao Topo Ir em baixo
romulop2b

avatar

Mensagens : 2090
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 18
Localização : rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   24/9/2012, 20:47

ja li dois, a fic ta boa mesmo eu tendo sido um personagem TERCIÁRIO,oque foi vacilo nem um soco eu dei direito mas ta blz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizumaru

avatar

Mensagens : 735
Data de inscrição : 11/12/2011
Idade : 20
Localização : Digital world

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   25/9/2012, 07:31

meodeos ta ficando perfeita essa fic, gostei de mais. pena que o will morreu...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   5/5/2013, 15:05

Capitulo 15 - O Fim (Parte1)


Mizumaru olhava perplexo.. Ferns realmente estava ali, o que significava que a batalha final estava começando.

_Ferns.. Eu honestamente não esperava menos de você. Você realmente me achou.

Ferns então, com a roupa ainda ensaguentada dá um riso diabólico quando nove homens adentram a sala. Ferns dá o sinal, fazendo com que Taka e Hiro fosem e encontro a eles, retirando-os da sala em um só golpe.

_Só eu e você aqui, pequeno Mizu. Essa luta é nossa. Sem armas, sem nenhum artifício. Só eu, você a força bruta.

Ferns tira do bolso um pequeno equipamento, ele então aperta um botão presente nele e o lugar todo muda, agora, eles estavam em um campo, com algumas montanhas ao redor.

_Esse equipamento vai nos transportar de lugar em lugar de tempo em tempo, só pra deixar as coisas mais interessantes. Conhece esse lugar? Foi um lugar marcante pra mim. Foi onde aquele seu amiguinho insolente, Will, arrancou meu braço. Eu realmente não gostei daquilo.
_Você veio aqui pra conversar, ou pra lutar?

Ferns então fecha os olhos e dá uma risada maquiavélica, jogando a cabeça pra cima e ao olhar Mizumaru, olhos nos olhos, ele já estava diferente. O olhar de Ferns já era amedrontador, imponente.

_Tudo bem então, como preferir.

Ferns avança contra Mizu, a luta final começa.

Nova base do FBI
_Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito e nove. Hiro, não tá achando isso moleza demais?
_Tem razão, realmente muito fácil.

Os dois sacam suas armas e atiram descontroladamente nos nove Antis que caem rapidamente no chão, restando apenas fumaça saindo dos canos das armas.

_Como eu disse... muito fácil.

Taka e Hiro se viram e caminham rumo a outra sala quando ouvem alguns gemidos estranhos. Ao olhar para trás se deparam com uma cena assustadora: Os nove Antis se levantavam como se nada estivesse acontecido. Mas estavam diferentes, lentos embora imortais, provavelmente com algum retardamento mental. Eles eram ZUMBIS!

_Hiro..
_Sim?
_Tá vendo o que eu to vendo?
_Sim..
_É.. acho que isso vai ser mais difícil do que pensamos..
_Sim..
_Você só sabe falar sim?
_.. Não ..

Lugar desconhecido
Ferns ataca Mizu com um soco, que desvia repetidamente, criando assim para Ferns, uma sequenia de falhas, embora finalmente, ele acerte um último soco, fazendo Mizu recuar alguns metros.

_Olha só.. o pequeno Mizu ficou mais rápido.
_E mais forte também!!

Mizu então desaparece e reaparece atrás de Ferns, socando o chão, fazendo-o afundar pelo menos um metro dentro do chão.

_Lembra desse golpe? Você fez ele comigo duas semanas atrás, quando tudo isso começou. Quando a guerra final começou. Naquele dia Ferns, você comprou sua derrota.

Ferns então explode o chão saindo em meio as pedra, pegando Mizu de surpresa, desferindo nele, um golpe a cada palavra que dizia.

_Eu.. comprei.. minha.. derrota? Você.. que.. está caindo.. sobre.. mim! Morra Mizumaru, MORRA!

E dizendo essas últimas palavras, Ferns desfere um chute, fazndo com que Mizu dispare no mínimo uns trezendo metros, acertando os pés da montanha mais próxima, derrubando a mesma.
O dispositivo de Ferns então apita, fazendo com que os dosi fossem transportados para um lugar muito, muito quente.


_Área vulcânica? - dizia Ferns - As coisas começam a ficar interessantes.

Base do FBI
Taka e Hiro lutam freneticamente contra os Zumbis, mesmo sendo lentos, eles são quase imotais, impedindo assim uma vitória. As munições havia se esgotado, e a única coisa que eles ainda tinham eram os punhos. Exceto pr Takatsuki, que ainda tinha uma espada. Eles agarravam os Zumbis arrancando suas cabeças, braços, pernas, mas de nada adiantava.

_Taka, corte um deles com sua espada! Preciso de uma amostra!
_Amostra? - respondia Taka enquanto lutava - Amostra pra quê?
_Temos que ver do que essas coisas são feitas, para podermos detruí-las. Depressa!!

Taka então dá um salto para trás, avançando em seguida, cortando um dos Zumbis ao meio e pousando ao lado de Hiro e estende a ele sua espada, que log pega uma amostra e começa a analisar.

Taka olha distraído para frente e se assusta muito ao ver uma cena totalmente inesperada.


_Hiro.. Hiro..
_Calma..
_Hiro..
_Calma Taka, estou analisando isso aqui.
_Hiro.. Hiro.. HIRO!!
_QUE É?!
_Olha!!

Taka então aponta para o Zumbi que ele tinha acabado de partir ao meio e Hiro fica aterrorizado ao ver que de cada metade, surgia um novo indivíduo. Eles então olham ao redor e viram que de cada dedo arrancado, de cada braço, cada perna, outro individuo completo nascia.

_Taka - dizia Hiro aterrorizado - Nessa luta sangrenta que estamos tendo, quantos membros você acha que arrancamos?
_Não sei.. eu.. eram nove. Quarenta membros cotando com as cabeças. Se colocarmos todos os dedos arrancados ou algo parecido, já temos um número multiplicado por muitas vezes.
_Quantos Zumbis acha que estão aqui se criando nesse momento?
_Não sei.. centenas?
_Estamos na merda.

Eles são interrompidos por um pequeno apito que vem do aparelho nas mãos de Hiro, que revela a verdadeira substancia dos Zumbis.

_E então Hiro? Do que são feitos?

Hiro olhava aterrorizado.

_.. Do.. Do E-Vírus!!
_E-VÍRUS? O vírus criado pra destruir os humanos? Como assim?
_Mizuamru roubou uma pequena amostra do vírus logo após a morte de Will. Ele deve tê-lo modificado e transformado seus homens nessas aberrações. Assim, ele tem um exército imortal.
_Então, como iremos detê-los?
_Pela lógica, eles se reconstituem de partes, então para determos eles..
_Não devemos deixar nenhuma parte sobrando.

Taka então baixa a guarda, embainha sua espada e olha fixamente para Hiro.

_Você sabe o que isso significa não é?
_Não vamos deixar isso solto por aí. De uma forma ou de outra, ainda são Antis, e Ferns requisitou que todos os Antis fossem mortos. Você sabe como ele é, se as coisas não saírem como ele planeja, todos os planos dele vão por água abaixo.

Takatsuki então abaixa a cabeça, levantando-a lentamente e estendendo a mão para Hiro.

_Hiro Hayore.. foi bom trabalhar com você.

Hiro se assusta com a situação, mas logo estende a mão de volta para Taka.

_Igualmente, Takatsuki Haru.

Enquanto duas decisivas aconteciam na América, do outro lado do mundo, mais especificamente em Paris, uma terminava. Um homem estava em pé, a ponta da torre Eiffel, apoiado sobre outro, com o corpo totalmente perfurado, equilibrado somente pelos seus restos. Ele então dá um salto, caindo aos pés da torre, em meio a um rio de sangue e vários corpos, com os olhos e ossos totalmente derretidos, restando apenas a pele a carne, e a pele, agora feito borracha, em um rio de destruição.
O homem olha em volta, pensa um pouco, e logo após, desaparece.[/b]


Will está morto, Mizumaru e Ferns travam sua batalha final, e Hiro e Takatsuki, usam um meio desesperado pare vencer a batalha. E quem sobreviveu a batalha? Alexander ou Ryuuzaki? Quem sairá vitorioso, os Extras, ou os Antis?
Saiba a resposta a essa pergunta e a muitas outras no próximo e ÚLTIMO capítulo de Extras - A Revolução, Capítulo 15 - Fim (Parte 2)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizumaru

avatar

Mensagens : 735
Data de inscrição : 11/12/2011
Idade : 20
Localização : Digital world

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   7/5/2013, 18:28

O.o desesperado pra ler
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   7/5/2013, 18:47

kkkkkkkk
É último capítulo, então vai ter suspense u-u
E vai ter um epílogo no fim, pra fechar com chave de ouro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
WilDigimon

avatar

Mensagens : 349
Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   7/5/2013, 18:56

Não tive tempo de falar antes, mas ta muito bom mesmo Ferns, parabéns cara, ansioso pelo ultimo episodio ,espero que nos surpreenda ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   10/5/2013, 16:05

Capítulo 15 - O Fim (Parte 2)

Ferns se aproximava vagarosamente de Mizu, que agora estava deitado em uma placa de pedra navegando em um rio de lava.


_Levante-se lixo - começava Ferns - Mal consegue ficar de pé depois desse golpe.

Rapidamente Mizumaru dá um soco na placa que se transforma em migalhas, jogando ele e Ferns para longe.

_Eu não tenho forças? Você não vai ter forças!!

Mizumaru rapidamente aparece na frente de Ferns dirigindo-lhe um soco no nariz, mas Ferns defende o soco com o antebraço esquerdo e empurrando Mizu com o direito. Os dois então partem um pra cima do outro com velocidades absurdas, disferindo socos e chutes um contra o outro, embora nenhum encontrasse o alvo. Os dois eram habilidosos, os melhores, e ninguém poderia detê-los exceto por eles mesmos.

O mundo ao redor deles mudara novamente, passando pra uma geleira, uma base secreta do FBI no fundo do oceano até que uma hora eles foram longe demais.
Os dois se afastaram e prepararam suas essências. Brilhos negros saíam da mão direita de Ferns, representando sua essência da Fúria e uma luz que mostrava sua essência da proteção. Os dois largam em velocidade assustadora, colocam suas mãos pra frente, o dispositivo de Ferns apita, os poderes se chocam.

Uma grande massa de energia surgiu ali, destruindo então cada partícula, cada molécula existente restando apenas o vácuo. E não havia nada mais ali. Nem Mizumaru, nem Ferns, nem nada. Só um vácuo.


Base Antis
Taka e Hiro se olha, abaixam a cabeça e pensam em suas vidas. Tudo que aconteceu com eles teria um fim ali.

Hiro sempre foi um grande guerreiro. Filho de um líder Extra, ele foi bem ensinado e bem treinado. Nunca caía e nunca perdera uma batalha. ele era forte, destemido, e acima de tudo, um Extra. Passou parte da vida enganando Will, cérebro da organização Antis. Se não fosse por Hiro, essa batalha final nem estaria sendo travada.
Takatsuki era o fiel escudeiro de Ferns. Além de seu melhor amigo. Takatsuki iluminava Ferns, mostrando-lhe a razão. Era também seu conselheiro e braço direito. Ferns confiava nele mais do que em ninguém. Seguiu seu mestre desde o início, desde quando ele era um mero recruta até o momento em que Ferns assumiu a liderança, se tornando o mestre mundial dos Extras. Além disso, ele também era sub-líder regional da área de Los Angeles, sem dúvida, a área mais importante para os Extras, logo atrás da Inglaterra, que era onde se encontrava a grande base.

Taka então se afastam, eles sabiam que aquilo era necessário e que o faziam pelo melhor do mundo. Uma raça tão inferior como os humanos, não poderia vencer essa guerra, e Ferns era o último Extra, já que não sabiam o que realmente havia acontecido com Alexander, e sozinho, Ferns não conseguiria derrotar aqueles seres. Era necessário dois Extras pra isso. Duas explosões, duas essências. Uma bomba. O que Taka e Hiro estavam prestes a fazer seria um grande suicídio. Ativando suas essências em uma certa potência, eles podiam colidi-las, criando uma explosão tão grande, que cada molécula ali seria destruída num raio de dez quilômetros. Exatamente o que aconteceu com Ferns e Mizu.

Eles se preparam, se afastam, abaixam suas mãos e concentram sua energia. Grandes raios apareciam nas mãos de Hiru e de Taka, revelando suas essências da Vingança e da Glória, respectivamente. Eles saltam, colidem, e um raio de 10Km é destruído. E não haviam mais zumbis, não havia mais Hiro, não havia mais Hiro.



Em algum lugar.
Ferns e Mizu reaparecem em um lugar estranho, eles desabam em um pequeno café, mas surpreendentemente eles atravessam todas as pessoas, objetos, móveis, e parecia que ninguém alo conseguia vê-los ou ouvi-los. Após quebrarem vários metros e desabando com toda força no chão, os dois se levantam, com algumas costelas quebradas. Eles então olham um para outro e só então percebem que ninguém ali podia notá-los. Os dois, ao olharem para um canto, se assustam e ficam boquiabertos com a cena que viam.
Eram eles, ali, mais jovens, menos experientes. Era o momento em que se conheceram. Ferns e Mizu bebiam juntos, riam, se divertiam.


_O que estamos fazendo aqui? - perguntava Mizu.
_Eu não sei, provavelmente, a destruição das moléculas de tempo, junto com a radiação do meu dispositivo, criaram uma distorção, nos trazendo para cá.

Eles então prestam atenção neles mesmos, mais jovens.

_Não era isso que eu queria - começava Ferns - Quando eu te conheci nesse dia, eu não queria travar uma guerra com você.
_Nem eu, você parecia um cara tão diferente do que você é.
_Mas Mizu, eu sou diferente! Você só não consegue ver isso.
_Diferente? Você quer matar todos os humanos, isso não é ser diferente.
_Você não compreende, eu realmente queria que compreendesse, mas não compreende. Eles só atrasam nossa evoulção, entenda isso.
_Não Ferns! São as leis da natureza, um ser precisa do outro. Você é quem não entende. Precisamos deles e eles precisam de nós.

Os dois se calam por alguns momentos, aquele era um momento que eles não estavam conseguindo superar. Até que são despertados daquele transe por um apito. Pelo visto, o dispositivo de Ferns ainda funcionava, e eles estavam viajando novamente, sem saber para onde.

Dessa vez eles estavam em um barco, provavelmente um grande navio pirata. Eles decidiram colocar um fim naquilo ali. Sem mais rodeios. Era literalmente, o fim.


É isso aí pessoal, com o capítulo estava ficando muito grande, resolvi partir ele, e vai ter então uma terceira parte desse capítulo 15, beleza? Então até a próxima.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   15/5/2013, 16:43

É isso aí.... último capítulo....



Capítulo 15 - O Fim (Parte Final)

Ferns avançava pra cima de Mizu, dessa vez com toda potência, fazendo-o voltar alguns centímetros. Ainda assim, Mizu aguentou firme, segurando Ferns pelo braço e o lançando contra o mastro principal (que tinha pelo menos seis metros de altura), fazendo o mesmo se partir em dois.
Sem perder tempo, Ferns pega o pedaço, até então quebrado, e o usa como um martelo para acertar Mizu, fazendo-o quebrar o convés superior.


_Mizu!!

Ferns pula para o convés inferior, ficando frente a frente com Mizumaru novamente.

_Eu te avisei. Não será fácil me deter. Sou um Extra, sangue puro Você é a ralé!

Ferns avança contra Mizu novamente, que dessa vez foi mais esperto, desviando do golpe e acertando Ferns no estômago com uma joelhada.

_Sangue puro? - dizia Mizu.

Mizu então soca o estômago de Ferns, fazendo-o voltar para o convés superior, abrindo outro buraco no chão do primeiro convés.

_Ferns, você não é tudo que pensa. Você não é nada!!

Mizu então sobe para o convés de cima, dando um chute no Ferns - que continuava no chão - fazendo-o cair para o segundo convés novamente.

_VOCÊ, FERNS, É UM NADA!!

Quando Mizu estava prestes a socar Ferns contra o chão do segundo convés, ele desvia, fazendo Mizu atravessar o outro convés, caindo no depósito - este, totalmente escuro.
Mizu tenta sair pelo buraco que entrou, mas é impedido por um vulto que ultrapassa rapidamente o buraco.


_Ferns!! Acha que me assusta com isso??

Mizu fica então atento a qualquer pequeno barulho, se virando rapidamente para cada direção que demonstrava o mais leve ruído.

_Assustar você?

Mizu então se vira rapidamente para onde sai a voz, mas então ela já sai de um lugar diferente.

_O que eu quero, é te derrotar!!

Em um ataque surpresa, Ferns ataca Mizu pelas costas, fazendo-o atravessar as paredes no navio, caindo no mar aberto.

_E É ISSO, É O QUE EU VOU FAZER AGORA!!

Ferns acerta Mizu na cabeça, fazendo-o afundar vários metros no oceano, enquanto ele voltava rapidamente para o barco.

Em uma explosão, Mizu sai do oceano, caindo no meio do convés superior.
Nesse momento um pequeno dispositivo apita.. era o dispositivo de Ferns. Eles estavam viajando novamente.

Estátua da Liberdade - Dias atuais
Mizuu e Ferns travavam uma batalha épica na cabeça da Estátua da Liberdade, em Nova York.


_ACORDE FERNS!! OLHE AO SEU REDOR!! OLHE QUANTA MORTE, QUANTA DESTRUIÇÃO!! TEM CERTEZA QUE É ISSO QUE VOCÊ QUER?!? VOCÊ QUER DOMINAR O MUNDO, MAS NÃO EXISTE MUNDO SEM PESSOAS!!

_EU NÃO ME IMPORTO!! NÃO QUERO DOMINAR O MUNDO, QUERO LIVRÁ-LO DESSES LIXOS!! EU VOU DESTRUIR TODOS, NÃO IMPORTA COMO!!

_TOLO!! VAI MORRER, ASSIM COMO OS OUTROS DE SUA RAÇA!!

_MIZU!! JÁ CHEGA, EU JÁ ESTOU CANSADO DISSO!! CONHEÇA MEU TOTAL PODER!! MINHA ESSÊNCIA COMPLETA!!

Mizumaru sente ao seu redor uma aura estranha, ruim, sombria. O metal da Estátua começava a se contorcer em volta de Ferns, uma áurea de fúria cobria todo o seu corpo.
Mizu estava assustado, nunca tinha visto tal coisa antes. A essência de Ferns, se espalhara em todo o seu corpo. O poder era descomunal. Nada poderia detê-lo agora. Nem mesmo Mizu.

Ferns acertava Mizu com vários golpes, e acada golpe, Mizu ficava mais fraco. Seu corpo estava se destruindo a cada golpe de Ferns. Mizu precisava de um ataque final, um cheque mate. Mas ele não tinha isso. Ou tinha?

Mizu e lembra então de ago que estava no seu bolso. Um dispositivo. Mais especificamente, um desmemoriador. O desmemoriador que Hiro concertara. Por se tratar de um espião, Mizu não tinha certeza se funcionaria, mas era sua única chance.

Por um segundo, Ferns se afasta, dando a Mizu a chance necessária. Ele tira o equipmento do bolso, e em questão de milésimos de segundos, o solta, fazendo ir diretamente a Ferns, acertando sua testa.

A aura de Ferns desaparece, criando uma onda de poder, que abala toda a estrutura da estátua, que cai em pedaços.















Alguns minutos depois, Mizu se livra dos destroços e consegue se levantar. Anda alguns metros cambaleando, totalmente sem força, ele vai até um corpo jogado no chão. Era Ferns.
Ferns estava desmaiado, em sua volta, o terreno estava limpo. Nem um destroço, nem um pedaço de nada.
Mizu se abaixa, pega Ferns nos braços e o carrega.













O último Extra cai.













Dois meses se passaram desde o ocorrido. Sem nenhuma escolha, os governos admitiram ao mundo a existência de uma mutação humana. Uma raça mais forte, mais rápida, mais inteligente, e responsável pela morte de 6 bilhões de pessoas no mundo todo. O resto da humanidade começava a se restabelecer.
Os Extras haviam sido extintos.


Base especial na Antartica.
Um homem caminhava pelos corredores frios de um lugar totalmente moderno, confortável, era como uma casa toda equipada e adaptada para a vida na Antartica. Ele para então de frente a uma sala com um grande vitral, permitindo a vista do lado de fora para o lado de dentro. Mizumaru chega e para do lado desse homem, que era pai do Will, atual líder do FBI.

_Sabe Mizumaru, eu não entendo. Ferns criou esse desastre no nosso mundo. Mas por que?
_Bem... Ferns achava que era melhor do que os humanos. E no fim, caiu lutando por sua própria causa.

Os dois então olham para dentro da sala, um homem estava dentro dela, assistindo Tv, sentado em um confortável sofá. Ele se vira, olha para o vidro e acena, era Ferns. Mizu e o pai de Will acenam de volta.

_Tem cereteza que é uma boa ideia deixá-lo vivo? Ele pode... você sabe.
_Não, não permitirei que o matem. Olhe só para ele.

Ferns então dá uma grande gargalhada, rindo do seu programa de Tv.

_Ferns é uma pessoa totalmente dócil, gentil, engraçada. O ma em Ferns, não nasceu nele, foi implantando nele. O que estamos fazendo é tirar esse mal dele novamente. Eu conheci Ferns antes dessa loucura toda acontecer, ele é uma boa pessoa, somente lutava pelos ideais errados. Além do mais, nada vai acontecer. Os testes realmente alegaram a perca de memória. O dispositivo funcionou, Ferns não se lembra de nada sobre os Extras. E como não tem nenhum contato com o exterior daqui, nunca saberá quem eles foram.
_Pelo menos, no fim, os Extras perderam...
_Tem certeza disso? Olhe o mundo lá fora. 6 bilhões de pessoas estão mortas, e centenas se suicidam a cada dia. Ferns venceu, é o fim da humanidade. Ele só não conseguiu ver sua vitória. Mas acho que com o tempo, tudo voltará a ser como antes. Não com sete bilhões de habitantes, mas você me entendeu.. O que nos resta fazer agora é esperar... esperar algo maior.

Mizu então se despede e se retira. O homem do FBI faz o mesmo. Ferns se levanta, vai até uma grande vidraça na parede oposta, que dava uma vista vangloriosa para a neve. Ele olha para o céu, um céu não mais azul, uma terra não mais verde, um mundo com quase nenhum humano, um plano incompleto. Um dia, quem sabe, Ferns terá suas memórias de volta. Memórias tiradas dele de forma completamente insana, e quem sabe um dia, ele volte e termine seu plano, quem sabe..... um dia.....





FIM.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   15/5/2013, 16:48

Pessoal, eu queria agradecer muito a todos vocês. Vocês que me apoiaram, que estiveram sempre comigo nesse quase um ano de fic. Que me deram forças a voltar com essa história maravilhosa. Isso foi tudo por vocês galera, um beijo e até a próxima fic.



Aah, vai ter um epílogo, pra encerrar a fic, nele vai ser revelado quem sobreviveu: Ryuku ou Alexander.
Voltar ao Topo Ir em baixo
romulop2b

avatar

Mensagens : 2090
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 18
Localização : rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   15/5/2013, 18:08

espetacular kkkkkkk maneiro ferns muito boa a fic mesmo eu tendo sido um personagem terciário kkkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
WilDigimon

avatar

Mensagens : 349
Data de inscrição : 31/03/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   15/5/2013, 19:13

Ferns ficou muito bom mesmo, lembro até hoje quando vpostou o prólogo aqui no topico, isso foi bem emocionante Crying or Very sad kkkkkk, mas cara fechou com chave de ouro a ideia toda ficou muito boa , ainda mais eu como uma dos principais kkkkkkk, mas mesmo se nao fosse , ficou otima cara, é uma fic pra nao esquecer mais....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   15/5/2013, 19:19

Brigadão mesmo gente, foi muito emocionante pra mim quando escrevi FIM no final do capítulo. Pensei que esse dia nunca nem chegaria cara, e passou tão rápido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferns

avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 25/10/2010
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   15/5/2013, 21:44

Bem pessoal, como eu disse, aqui está o epílogo, um texto bem curto na verdade. Só pra encerrar.


Epílogo - Planos maiores

Esse homem continuava vagando pelo mundo, após a batalha em Paris. Dois meses se passaram desde a derrota de Ferns. Ele se senta em um café, agora em Portugal, abre seu laptop e conversa com alguém.

_Tem certeza que não estão nos monitorando? - dizia a sombra no computador
_Absoluta. Sei ser cuidadoso.
_Ótimo. Como vão os planos?
_Bem.. nada a reclamar. Eu vi nos noticiários sobre a batalha na estátua da Liberdade. Pelo que eu entendi, Ferns foi derrotado.
_Sim, e o que tem a dizer sobre isso?
_Que ele é um gênio. Aconteceu exatamente como ele disse que aconteceria.
_O que quer dizer?
_Ferns já tinha tudo calculado desde o início. Nós tivemos uma reunião uma vez, assim que ele acordou do coma; por causa do ferimento do braço. Ele conversou em particular comigo. ele descreveu tudo que iria acontecer nos próximos dias, os dias da guerra. E ele acertou em tudo. Parece que eu ter perdido aquele desmemoriador para os Antis foi um prato cheio na vitória dele.
_O que quer dizer? Fale mais sobre isso.
_Bem, ele me disse que mudou os planos totalmente quando descobriu que eu havia perdido o desmemoriador. Me contou sobre Hiro e que ele provavelmente seria escalado para terminar o projeto. Assim ele entrou em contato com Hiro e fez com que ele concertasse e desmemoriador corretamente, mas com um porém. Um ano. Em um ano, uma brecha seria criada na mente de Ferns. Com a chave certa, essa brecha traria de volta suas memórias. A única coisa que Ferns queria que eu me assegurasse era que eu vencesse minha batalha contra Ryuuzaki. O corpo dele ainda deve estar apodrecendo na Torre Eiffel. Eu tenho a chave para trazer Ferns de volta, assim ele poderá terminar o trabalho.
_Interessante.. muito interessante. Então, faltam dez meses para essa brecha aparecer. Você pretende procurar Ferns nesse tempo?
_Procurar Ferns? Hahahahahahahaha. Digamos que.. nos próximos meses, ou até anos, eu tenho um plano mais interessante pro Ferns. Ferns já foi líder, mas agora, sou eu.
_Muito bem Alexander Hell. O nosso plano está indo muito bem. Você pode entrar nan câmara de resfriamento agora. Te acordarei daqui a quinhentos anos. Acredite, é o suficiente para que os Extras estarem completamente reconstruídos. O tempo aqui no futuro é diferente, esteja preparado. Não se preocupe.. nosso exército é muito mais poderoso. E se tudo correr bem, daqui a quinhentos anos e algumas semanas, com a ajuda da minha essência, traremos de volta, OS ORIGINAIS!!


Alexander Hell sobrevive a batalha na torre Eiffel e planeja algo muito maior do que a revolução de Ferns. Uma batalha no futuro quinhentos anos a frente. Quem é a sombra no computador? Quem são os originais? Saiba tudo isso e muito mais no mais novo capítulo da saga Extras.
Não percam, Extras - A Nova Raça, uma nova Fic, aqui no fórum.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Extras - A Revolução   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Extras - A Revolução
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
 Tópicos similares
-
» [Brasil] TRIP terá voos extras no período de férias.
» Selos e Revolução de 1932
» ‘Assassin’s Creed 3’ poderá se passar durante a Revolução Americana
» [FAQ] Extras
» Clube: Tekken Revolution

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Fanfics-
Ir para: